Biografia

Minha foto

  • Formação: Tecnólogo em Segurança do Trabalho - UNISA - Universidade de Santo Amaro, Técnico em Segurança do Trabalho - Carneiro do Vale, Gestor Ambiental com Ênfase em Recursos Hídricos - Faculdade São Luiz de França.
  • Experiências Profissionais: Consultor em SST – MALG Consultoria - Paulo Afonso - BA

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Mudanças sempre bem vindas!




Observamos que este ano tivemos poucas mudanças nas Nrs , porém com o crescente numero de acidente poderá ter grandes mudanças.Veja as mudança deste ano.


Profissionais da Construção Civil estão expostos aos mais variados riscos em seu ambiente de trabalho: equipamentos utilizados de maneira incorreta, falta de itens de segurança e até andaimes improvisados expõem não só a saúde, mas a vida dos trabalhadores. Com o aumento no número de acidentes, as normas regulamentadoras do setor estão mudando e é necessário que os profissionais se adéquem a elas.


Ele comenta que o Brasil registra anualmente, em média, 23 mil acidentes de trabalho no setor. Ainda que a Casa do Construtor só trabalhe com fornecedores homologados e siga as normas à risca, não impede que acidentes ocorram, normalmente pelo mau uso dos equipamentos. Arena vê três principais causas para este grande número de acidentes no setor:

- Falta de mão-de-obra especializada;

- Falta de conscientização quanto à necessidade de utilizar equipamentos de proteção individual e coletiva;

- Falta de informação quanto às normas e condições de meio ambiente na indústria da construção civil.

Procurando minimizar estes problemas, a 5ª Jornada de Segurança na Construção Civil discutiu alguns temas relacionados à segurança nas obras e na utilização dos equipamentos, dos quais participam técnicos e engenheiros de segurança, clientes e pessoas interessadas no assunto. “Todos devem e podem colaborar para melhorar as condições e o ambiente de trabalho na construção civil”, analisa o engenheiro.




Nenhum comentário:

Postar um comentário